Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Acidente em Calisto

por Luís Naves, em 15.11.15

PIA01657.jpg

 

Fiz uma experiência: pedi à Norma para ler as notícias em algumas dezenas de publicações online e escolher três que considerasse mais relevantes. A Norma resistiu, disse que não estava programada para fazer essas escolhas, mas convenci-a com um argumento decisivo:

— Estás programada para satisfazer as minhas necessidades? Pois, não tenho tempo para me informar e preciso deste teu serviço.

Ela levou quinze minutos a concluir a tarefa e saiu-se de forma positiva. A primeira notícia que escolheu tinha a ver com um motim de refugiados num bairro periférico da cidade. Não houve qualquer violência, mas os bangladeshis estavam agitados e só se acalmaram depois de chegarem os serviços sociais. Perguntei à Norma a razão da escolha e ela encolheu os ombros, fez um beicinho encantador e disse que havia ali muita gente, por isso devia ser importante. A segunda notícia era um crime passional: um fulano de mau-porte matou uma amiga e houve a investigação do caso. Culpa indiscutível, motivo do crime por estrangulamento: ciúmes. O caso era tão raro que até a mim interessou, mas a Norma explicou de outra forma a sua escolha:

— Nunca compreenderei porque é que os humanos se matam uns aos outros. Só a ideia já é terrível!

Fiquei comovido com a inocência dela e respondi-lhe que provavelmente os humanos têm defeitos de fabrico. Pedi-lhe então que enunciasse a terceira escolha e era sobre um acidente em Calisto, onde a explosão acidental de um tanque de hidrogénio matou oito astronautas, um deles humano, cujo erro aliás provocou a explosão. Não sei o que me deu: senti a necessidade de ser sarcástico, disse que ela tinha tido pena dos sete robôs destruídos:

— Compaixão, não foi? Solidariedade entre máquinas...

Norma fez uma expressão de impaciência, o que não é habitual no seu modelo:

— Escolhi a notícia porque o acidente atrasa os planos de colonização do sistema de Júpiter.

O que sendo verdade, não seria jamais a minha motivação para justificar o interesse. Só encontrei a explicação racional dela própria acreditar no que estava a dizer.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D