Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os filmes de antigamente

por Luís Naves, em 09.11.15

224741_011.jpg

 

Um dos temas mais curiosos do velho cinema clássico tinha a designação de western. Para o público de hoje, que quer apenas as sensações fáceis do 3D e das imagens geradas por computador, os filmes de antigamente são difíceis de compreender. Os western, em particular, são quase incompreensíveis.

Nos primeiros cem anos, o cinema foi essencialmente narrativo e os filmes feitos até meados da década de 80 do século XX tinham forte dose de drama. Depois, surgiu a fase digital, quando as imagens se tornaram mais importantes do que o enredo e o cinema desenvolveu carácter industrial centrado na exploração das sensações superficiais e do impacto visual imediato, transformando-se a experiência cultural em algo mais semelhante a uma viagem de montanha-russa. A conversa levava-nos longe, por exemplo ao declínio da literatura de ficção e à importância que no início tinham os actores e os autores dos argumentos, mas devo ser breve e ir ao ponto.

Esta semana estudei uma dúzia de filmes western, quase todos americanos e todos ele do período entre 1939 e 1954. Descobri para meu espanto que este género tinha regras rigorosas e que o seu ‘truque’ estava na definição de um espaço territorial selvagem e sem fronteiras, um espaço fictício, em cujo interior as personagens se deslocavam envolvidas em peripécias que incluíam índios, tiroteios e traições. As personagens habitavam essa geografia e eram quase sempre divididas em bem e mal, caracterizadas pela ânsia de liberdade e de justiça, confrontadas com decisões difíceis e lutas que culminavam num duelo trágico. Os géneros de western e de aventuras espaciais* estiveram ligados por um subtil cordão umbilical, pois todos estes filmes de entretenimento exploraram situações onde havia perigosos forasteiros, tiranias, paixões, crime, sobretudo a sensação de amplitude no espaço envolvente. Tudo aquilo que desapareceu na nossa sociedade.

Estas fantasias são hoje politicamente incorrectas, pois vivemos sob a ideologia dominante de que gozamos de toda a liberdade necessária ao homem. Mas ao ver aqueles filmes antigos, que qualquer cidadão de hoje rejeitaria como velharia insuportável, não deixei de sentir uma ponta de emoção, sem embargo de ver ali a respectiva dose de ingenuidade. E essa emoção funda fez voar o meu imaginário.

 

* O período clássico do western durou entre 1930 e 1980; o período clássico do space opera foi de 1975 a 2030.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D